TCC: É aí que mora o perigo

By | 04:49:00 Leave a Comment
Para tudo que eu tô perdida! Gente, não sei mais o que fazer pra sair dessa... Seguinte, me formo em dezembro e além de não ter começado o meu TCC, ainda não consegui decidir nem o tema dele. Situação tá crítica aqui! Sim, já tive várias ideias, já pensei em vários temas mas nenhum deles sai da minha cabeça e consegue ir pro papel. Escolhi uma área muito abrangente pra seguir, com milhares de coisas legais e interessantes, mas todas extremamente difíceis de conseguir dados pra realizar uma pesquisa completa em tão pouco tempo. Tenho mais ou menos 10 meses pra concluir, parece muito mas pra um trabalho desse nível não, não é mesmo. Cada dia que vai passando me faz ficar mais nervosa, um dia a menos pra terminar e mais um dia sem nenhum avanço nessa pesquisa que nem sequer tema tem. Parece que vai ser mais fácil utilizar um tema relacionado ao meu estágio por ter contato diariamente, mas ainda assim parece mais complicado do que parece, ainda mais se tratando de vidas. Borboletas? Ok! Mas qual a pergunta relacionada a elas que eu quero responder? Não sei! É aí que mora o perigo, toda área dentro da Biologia é extremamente grande, cheias de variáveis e tem tanta coisa que eu posso fazer, que não faço ideia de por onde começar.
S O C O R R O!
Eu tô escrevendo esse post de qualquer jeito mesmo, porque é como um desabafo, realmente tô muito perdida esse ano e não faço nem ideia de por onde posso começar. 
Entãaaaaaao... Resolvi que vou fazer uma espécie de "quadro" aqui no blog, onde vou contando pra vocês cada decisão que tomar e todas as conquistas que serão feitas (assim espero) abordando esse tema. Ou seja, sempre (ou quase) vai ter uma atualizaçãozinha do assunto rolando por aqui. E se alguém tiver alguma dica (por favor, tenham!) pra me tirar desse sufoco, sinta-se à vontade pra comentar e me salvar! Vocês já fizeram um TCC? Foi tão assustador quanto está sendo pra mim?

Dessa vez não espero só que vocês tenham gostado do post, mas que também comentem aqui embaixo, pode ser?! Contem suas experiências com esse tipo de trabalho, qualquer coisa que tiverem pra me falar, vou adorar saber!

Agradeço demais por ter gente me acompanhando, apesar de não conhecê-los nem saber de onde são, faz muita diferença pra mim. Até a próxima!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial